quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

voa, sente.


                Quem não tira os pés do chão, evita a queda. Mas também nunca terá o prazer de voar. De sentir o quão bom são os sussurros do vento ao nosso ouvido e o quanto o nosso coração acelera com eles. Sente-se arrepios por todo o corpo, beijos leves na pele.

                O olhar de qualquer um fica com um brilho diferente, um brilho especial. E o nosso sorriso… esse, torna-se ainda mais lindo, mais verdadeiro. Voar, voar e voar. Quedas? Todos damos, todos temos que dar. É assim que se aprende. Hoje tropeças e amanhã sobes o degrau com facilidade.

12 comentários:

Daniela ♥ disse...

Tens toda a razão. Adorei!!

R: Obrigada :D

Amante Japonesa disse...

adorei (:

Catarina F ;) disse...

Texto lindo ;D

footstep disse...

Eu já voei... e saltei de paraquedas e foi uma sensação inesquecível. :)

Marcela disse...

Obrigada. Olha desculpa, mas eliminei o teu comentário sem querer :s

Maíra Cunha disse...

O que não vale é deixar de voar por medo. Muito lindo *-*

fazdecontatxt.blogspot.com.br

maaarta* disse...

mesmo /:
gostei do texto**

Marta Martins ♥ disse...

Bom Fim de Semana !!!

Marta Martins ♥ disse...

O texto esta magnifico , vou colocar no meu blog com um link para aqui !

Catarina F ;) disse...

Ainda bem que concordas ;D e nao tens nada que agradecer, tas a vontade ;)

Sara Moreira disse...

Grande verdade! É com as quedas que temos ao longo da vida que aprendemos!

miii disse...

ADOREI, completamente! E acho que este texto me ajudou!

Beijinho*