quinta-feira, 1 de novembro de 2012

não somos barbies


                É difícil, eu sei disso. Eu também me olho ao espelho e desejo gostar do que vejo. Há dias em que gosto, mas na maioria das vezes queria que aquele não fosse o meu reflexo. Apesar de tudo, tenho de aprender a gostar mais de mim. A aceitar-me como sou.

                Mas se me esforçar, posso melhorar algumas coisas em mim. Não para agradar os outros, tenho de o fazer para me agradar a mim própria. É isso que realmente importa, agradar-me a mim, sentir-me bem comigo mesma.

                Vomitar de propósito ou magoarmo-nos, não adianta de nada. Tudo bem, pode fazer diferença mas também pode ficar fora de controlo. Isso vai fazer com que te destruas a ti própria, a cada dia que passa. Existem sempre melhores caminhos que podemos seguir, por isso, para quê escolher o pior? Pensa bem antes de agires. Eu entendo-te, também já escolhi caminhos errados.

10 comentários:

Marcela disse...

opá este texto adequa-se mesmo a mim :s

Pedro Luis López Pérez disse...

Caminos errados que deben convertirse en atajos llenos de esplendor y certezas.
Un abrazo.

ana margarida disse...

Adorei, diz tanto sobre mim :)

Marcela disse...

Não é só pela sociedade, eu própria também não gosto do que vejo ao espelho :s

Joana'S disse...

por vezes torna-se difícil sentirmos-nos bem connosco próprios, vimos defeito em tudo..

Nix disse...

É ao seguir caminhos errados que aprendemos mais tarde com os nossos erros (:

Aurora disse...

Obrigada querida. Está lindo

Emily disse...

- não há ninguém mesmo s: eu nem me sinto eu para gostar de mim :x quanto mais.. em relação à Lorna já se entendeu o porquê de nos desencontrarmos... agora tenho de arranjar um tempinho para a grande conversa, o que vai ser difícil :s

Joana'S disse...

é verdade :s mas por vezes as pessoas podem ter o corpo que toda a gente gostaria de ter, mas no entanto nem estão bem com elas próprias..

Aurora disse...

Muito obrigada princesa e muitos beijinhos <3