domingo, 7 de outubro de 2012

our first kiss


                Era um dia cinzento, mas nós conseguimos dar-lhe cor. Um vermelho paixão e um verde esperança. Sentia o teu abraço quente e tudo o que mais queria era ficar assim para sempre. Já tinha o teu perfume entranhado na minha roupa e os nossos olhares eram mais do que olhos de quem olha.

                Chuva. Quem diria que ela iria ser o nosso cupido? Lembras-te de como foi? Eu lembro-me tão bem. Eu disse que me ia embora, que te ia deixar ali sozinho naquele banco de jardim. Levantei-me e comecei a andar com a intenção de que me impedisses. Assim o fizeste. Levantaste-te também, agarraste-me no braço e ficámos a olhar um para o outro. Um olhar intenso. Naquele momento a chuva veio fazer-nos companhia. Abraçamo-nos por de baixo de uma árvore, tentando evita-la. Mas foi ela que nos aproximou ainda mais naquele dia. Não conseguimos resistir, sinceramente, eu estava ansiosa por aquele momento. Foi tão natural.

                Estou sempre a recordar os nossos momentos, são muito perfeitos. Aliás, são mais que perfeitos. Eu não te consigo deixar, nem quero. Não iria conseguir viver sem os teus beijos, o teu toque, as tuas parvoíces, sem ti. Quer dizer, conseguia. Mas para conseguir é preciso querer, e eu não quero.

Meu feio, eu amo-te.

11 comentários:

Rita disse...

Adorei, está muito bom mesmo ! :)

♥ marta. disse...

coisa linda de se ler, sem dúvida :))

cherry blossom disse...

Realmente , eu tenho esperança que alguém sinta a minha falta :)

V disse...

Oh que fofinhos! :D *

Catarina. disse...

é tão bom ler estes textos, felicidades*

Daniela Ramos disse...

Mais um tanto textinho com tanto sentimento. Gosto muito. Beijinho :) *

Joana'S disse...

tem que ser !
de nada (:

adoro o poste, adoro ver pessoas apaixonadas ^^

V disse...

E espero que assim seja e é assim que penso, mas há momentos em que as recordações vêm ao de cima e aí parece que é mais difícil.. *

V disse...

E espero que assim seja e é assim que penso, mas há momentos em que as recordações vêm ao de cima e aí parece que é mais difícil.. *

V disse...

E espero que assim seja e é assim que penso, mas há momentos em que as recordações vêm ao de cima e aí parece que é mais difícil.. *

cherry blossom disse...

tens toda a razão querida :)