domingo, 8 de abril de 2012

i'm tired of feeling like this


                O corpo estava pesado demais, cheio de pensamentos a atormentar-me. Parecia que estava prestes a explodir e precisava desanuviar. Precisava livrar-me deste peso nem que fosse por uns instantes.

                Corri, mas a um bom ritmo. Deixei que o vento batesse no meu corpo e levasse todas as más energias naquele momento. Senti o meu corpo no local certo, com os pés bem assentes na terra e livres de tormento. Deixei as minhas pernas guiarem-me por caminhos que nunca tinham sido percorridos antes, e enquanto fazia descobertas, livrava-me da tempestade que estava dentro de mim.

                Sentia o corpo leve, sentia o ar puro a entrar dentro de mim e a limpar tudo o que era negro. O perfume da natureza já estava infiltrado em mim, a sua essência já percorria o meu corpo.

                Chegou a um momento que as pernas começaram a doer-me, estavam cansadas de tanta corrida. Mesmo com as dores, continuei a correr até não aguentar mais. Preferia sentir a dor no meu corpo, do que a tempestade a voltar para dentro de mim. Preferia sentir os músculos a doerem-me, as pernas a falharem-me, do que sentir aquela enorme dor interior.

21 comentários:

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

ai, adoro!

Marlene Quintas disse...

Sim cada um é livre de escolher e não critico as pessoas que gostam do tumblr. as pessoas não são todas iguais, mas também se fossem não teria piada nenhuma :b

silvia disse...

adorei princesa, por vezes faz bem espairecer :)

sóniafonseca. disse...

às vezes é mesmo assim, dói mais a «nossa dor psicológica» do que mesmo os sintomas naturais do nosso corpo. muita força, minha querida.*

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

obrigada obrigada obrigada (:

- HGabiL disse...

Oiinn qe lindo blog sigo *o*

silvia disse...

bem verdade **

- HGabiL disse...

De nada

silvia disse...

força então princesa **
por vezes não temos outra opção :x

Ana Margarida disse...

Oh meu amor, eu compreendo-te tão bem. Mas sabes, deves de arriscar uma dessas opções. Ou segues em frente, ou tens de continuar a lutar por uma coisa que não sabes se vai valer a pena. Na vida, nunca temos garantias. Por tanto, tens de seguir o teu coração, sem olhar para trás.

joanamoreira. disse...

obrigada pelo apoio. (:

Ana Margarida disse...

Oh e eu apoio-te nessa escolha, assim como todos aqueles que te querem ver feliz! E sabes uma coisa? Vai correr tudo bem, coração.

joanamoreira. disse...

ainda bem q gostaste do post, e do design querida. (:

Ana Margarida disse...

Oh compreendo-te tão bem. E sabes, desta vez vai correr tudo bem, porque estarei eu aqui, deste lado, a fazer fisgas por ti e pela tua felicidade. Tu és forte e vai correr tudo muitoooo bem! E sabes a melhor forma de me agradeceres? É sorrires, simplesmente.

Ana Margarida disse...

Oh não sou querida, meu amor, quero é ver-te bem.

Maria Inês Rodrigues disse...

Oh muito obrigada meu amor (:

Marcela disse...

É bom saber que tiveste saudades dos meus post´s

Ana Margarida disse...

Oh meu amor, fico feliz. E a conversar é que as pessoas se entendem! Oh, como gosto de te ver melhor. E não tens nada que agradecer, ora essa :)

micaela. disse...

lindo. música igual a minha, muito bom gosto! (:

Ana Margarida disse...

Claro, é compreensível, meu amor. Mas vai correr tudo bem, vais ver.

Ana Margarida disse...

Claro, eu entendo perfeitamente. E já sabes, qualquer coisa, estou aqui!